sábado, 3 de março de 2007


A BÍBLIA NÃO ACEITA A REENCARNAÇÃO
Pr. Timofei Diacov


Estamos dizendo que a bíblia não aceita a doutrina da reencarnação. Por que dizemos isso, e em que nos baseamos? Partimos do seguinte princípio: o sacrifício do Senhor Jesus Cristo foi perfeito e completo. E se foi, logo não aceita um outro sacrifício. e a doutrina da reencarnação é a repetição do sacrifício, pois ensina que o homem deve reencarnar para pagar os seus pecados cometidos em vida. E que, os que já se reencarnaram, também, de igual modo, estão pagando o que fizeram em outras encarnações. Em Hebreus 7.25 lemos: "Portanto, pode, também, salvar perfeitamente aqueles que por ele se chegam a Deus". Esse texto se refere a Jesus e aos seu sacrifício. Ora, se pode salvar e salvar perfeitamente, havemos de fazer outro sacrifício?

Agora uma pergunta: donde vem esses espíritos que precisam se purificar através da reencarnação? Quem os criou? Então quer dizer que Deus cria espíritos e lança-os no espaço? ou ficam em reserva, aguardando a oportunidade de se encarnar? Não seria muito mais razoável aceitar a palavra de Deus que diz que Deus criou a Adão e Eva, um casal, e os colocou no Jardim do Edem, e deu-lhes o poder de procriarem? Deus lhes disse: "multiplicai e enchei a terra". No momento em que uma criança é gerada, é gerado o seu espírito. Portanto, longe de Deus ter que criar espíritos e colocá-los na espera de uma oportunidade de encarnarem, nesta ou naquela mulher.

Uma outra pergunta: por que quando uma criança é gerada e nasce, herda as características de seus pais? Fisicamente ou se parece com o pai ou se parece com a mãe. E não só física, mas espiritualmente. Muitas vezes acontece que herda ou o gênio do pai ou o gênio da mãe. Por que acontece isso? Sem dúvida alguma, porque eles foram gerados ali, tanto a matéria, quanto o espírito. Deus lhes deu poderes de transmitir aos filhos aquilo que eles são. E quem deseja citar em alguns pontos que favoreça as suas idéias, embora aparentemente, tem que aceitar tudo o que ela ensina, pois nós não temos o direito de escolher este texto como verdadeiro, e desprezar o outro, dizendo que não é verdadeiro, uma vez que a bíblia é a palavra de Deus.

Um outro fato muito importante são as palavras de Hebreus 9.27, onde diz: "Porque está ordenado aos homens morrerem uma só vez, vindo depois disso o juízo". Você, amigo leitor, vai morrer uma só vez, e depois disso virá o juizo de Deus, e não a reencarnação. Ninguém morre duas vezes, mas uma só vez. É o que ensina a palavra de Deus. Mas há um outro texto biiblico muito citado pelos reencarnacionistas, que é João 3.3, que diz "na verdade, na verdade te digo que, quem não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus". Então, interpretam eles que Jesus está dizendo que devemos nos reencarnar. Mas, pergunta Nicodemos, a quem Jesus se dirigiu: "como pode um homem, sendo velho, entrar no ventre de sua mãe, e tornar a nascer?" Jesus o acode, dizendo: "o que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito, é espírito", verso 6. E no v. 5 diz:" na verdade na verdade te digo que, quem não nascer da água e do espírito, não pode entrar no reino de Deus.

Eis algumas razões porque a bíblia não aceita a doutrina da reencarnação. O sacrifício de Jesus é perfeito e completo. No ato que somos gerados no ventre materno, somos gerados completos e parecidos com nossos pais. Essa é a razão porque o homem morre uma só vez. Que Deus o ajude, amigo leitor.


============



Pr. Timofei Diacov
Rua Aroeira, 135 - Jardim Pinheiro
16400-576 - Lins - SP
(0xx14) 3522-7032
e-mail: rbvdiacov@terra.com.br




(reprodução permitida, desde que citado o autor)

3 comentários:

Elena disse...

Pr. Timofei Diacov
Graça e Paz, amei este blogger, amei os artigos, que o Senhor o continue abençoando para estar nos instruindo com seus estudos.
\na Paz do Senhor ,
Elena

Anônimo disse...

Amei o artigo, vou passa lo ao meu cunhado que nao se converteu ainda, por ser espirita. Obrigada, que Deus continue te abencoando. Aline.

Frazão disse...

Inicialmente comentarei apenas a passagem de Hb 9,27, citada pelo Pastor como contrária à reencarnação.
Ao citar Hebreus 9,27 como uma disposição da bíblia contra a reencarnação, é bom que nos lembremos que essa passagem bíblica só poderia ser usada contra a reencarnação se, em lugar de “morrerem” lá estivesse escrito “nascerem”, hipótese em que essa passagem ficaria assim: “Porque está ordenado aos homens nascerem uma só vez, vindo depois disso o juízo”.
Além disso, da forma como essa passagem está escrita na bíblia, ao contrário do que afirma o pastor, com todo respeito a sua interpretação, ao invés de negar, ela confirma a reencarnação, já que o espírito não morre. Assim, como o que morre é o corpo (e ele só morre uma vez, porque se decompõe, retornando aos elementos químicos básicos que o formaram), essa afirmação do pastor só seria válida se em Hb 9,27 estivesse escrito, repito, que só se nasce uma vez; aí, sim, a reencarnação estaria, nesse ponto, sem suporte bíblico, pois evidenciaria que o espírito só viveria uma única vez, já que, nesse caso, como só poderia nascer uma vez, literalmente estaria impedido de nascer de novo, isto é, de ocupar um novo corpo. Mas alguém poderá argumentar que o “só se nasce uma vez” é contrário à reencarnação, já que, se se morre várias vezes, não se pode, concomitantemente, afirmar que só se nasce uma vez, pois cada morte é precedida de um nascimento.
Entretanto, não nos esqueçamos de que o ser humano é composto de corpo (matéria) e espírito (essência), como as religiões cristãs e não cristãs assim preconizam, sendo o corpo a parte perecível, que se decompõe, como toda matéria, nos elementos químicos básicos que o formaram para servir de vestimenta do espírito. Isso porque o espírito é o mesmo, mas o corpo é uma nova matéria, que começa a se delinear a partir da fecundação do óvulo pelo espermatozoide, e a existir a partir do início da formação embrionária (concepção), para uso do espírito, como uma vestimenta é usada pelo ser humano. Consequentemente, o “só se nasce uma vez” não entra em conflito com a ressuscitação, já que esta última (ressuscitação) não implica em novo nascimento, mas em um simples retorno, isto é, volta do espírito ao mesmo corpo, do qual ele saíra e que, ainda, não se encontrava decomposto, a exemplo de uma vestimenta. Não é lógico?
Abraços. Frazão