terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O BATISMO GENUINAMENTE CRISTÃO





O BATISMO GENUINAMENTE CRISTÃO


Pr. Timofei Diacov

O batismo lava pecados? O batismo perdoa pecados? Promove um novo nascimento? Transforma o pagão ou o homem perverso em uma nova criatura? Por ele passamos a ser chamados filhos de Deus? É mandamento da igreja ou de Jesus Cristo? Aliás, nenhuma pessoa deve nortear-se por algum mandamento humano ou da igreja. Nenhum dos apóstolos jamais afirmou mandamentos de homens ou de igrejas. Nenhum dos profetas do Antigo Testamento jamais falou dando a sua própria opinião; a sua palavra sempre foi: “Assim diz o Senhor, quer ouçam , quer deixem de ouvir, pois são casa rebelde”. Todas as respostas a essas perguntas o leitor vai encontrar no decorrer deste artigo. Há muitos, que se consideram cristãos, e que discordam plenamente do que nós afirmamos. Não importa. O importante é saber se há fundamento bíblico.

1. Qual é o verdadeiro sentido bíblico do batismo? Em Rom. 6:4-5 diz: “De sorte que fomos sepultados com Ele pelo batismo na morte, para que como Cristo ressuscitou dos mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. Porque se fomos plantados juntamente com Ele na semelhança da Sua morte, também o seremos na da Sua ressurreição”. Em Col. 2:12 diz: “Sepultados com Ele no batismo, nEle também ressuscitastes pela fé no poder de Deus, que o ressuscitou dos mortos”. Ora, se o texto diz que houve sepultamento, admite-se logicamente ter havido morte; uma vez que ninguém sepulta uma pessoa viva. No cristianismo aprendemos que as coisas velhas se passaram, eis que todas se fizeram novas (II Cor 5:17).

2. Antes do batismo, o que deve ter acontecido? O homem dever ter crido na palavra, pois o apóstolo Paulo em Rom. 10:17 diz: “Porque a fé vem pelo ouvir, e ouvir a palavra de Deus”. Para ser salvo então é preciso crer. Em Atos 16:31 diz: “Crê no Senhor Jesus Cristo e será salvo tu e tua casa”. Se continuarmos lendo este texto, veremos que na casa do carcereiro houve conversões e a seguir todos foram batizados. Em Rom. 10:10 diz: “Visto que com o coração se crê para a justiça, e a boca se faz confissão para a salvação”. Quando João Batista no rio Jordão batizava, segundo Lucas 3:5, João recomendava: “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos por pai Abraão; porque vos digo que até destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão”. O que nós aprendemos dessas palavras, é que não se trata de mérito próprio do homem, e sim a operação de Deus.

3. Pode alguém ser batizado sem ter certeza da salvação? É uma pergunta muito importante que, à luz da palavra de Deus, a salvação antecede o batismo. O que significam as palavras de Jesus ditas a Nicodemos em João 3:5: “Quem não nascer da água e do espírito, não pode entrar no reino de Deus”? O sentido da palavra “água” é para purificar o interior do homem. À luz de Efésios 5:26: “Para a santificar (igreja), purificando-a com a lavagem da água pela palavra”. Em João 13:10 diz: “Ora, vós estais limpos mas não todos”. Essas palavras referiam-se a Judas Iscariotes. Em João 15:3 diz: “Vós já estais limpos pela palavra que já vos tenho falado”. Diante disto, chegamos à conclusão de que a palavra de Deus funciona como água, ela dessedenta e também lava. Quando nós ouvimos a palavra de Deus e sentimos que o Espírito Santo está falando, sentimo-nos como que lavados por dentro. Portanto, nascer da água e do Espírito, não significa ser batizado.


Você leitor amigo já foi batizado biblicamente? Já havia recebido Jesus em seu coração como seu salvador? Tinha plena certeza da vida eterna? Já produzia frutos que provavam a sua conversão? Caso a resposta seja positiva, pode considerar-se um cristão genuíno pela graça e misericórdia d

__,_._,___

Um comentário:

martins111 disse...

PLEASE - READ THE BOOK OF THE HOLY SPIRIT TRUE. GREETINGS IN JESUS CHRIST. JOHN. http://livrodoespiritosanto.webnode.com.br/
Só posso dizer para os meus irmãos o que o Senhor, depois de trinta anos de resistência, me convenceu. O Deus, o anjo, o homem que: cria a dor, o sofrimento e a morte é um diabo. O homem, o anjo, o Deus que oferece a sua vida para não causar tais situações ao semelhante, esse tal é um em União com DEUS PAI SUPREMO BEM. No Bem. Não existe Mal. A Paz do Senhor Jesus. Continue com, em e para Cristo. Um abraço. João Joaquim Martins. “Ai dos que ao MAL chamam BEM e ao BEM, MAL! Que fazem da ESCURIDADE LUZ, e da LUZ, ESCURIDADE, e fazem do AMARGO DOCE, e do DOCE, AMARGO! Isaías 5:20”.