segunda-feira, 5 de março de 2007








ESSE FOLHETO

NINGUÉM

ENTENDE ...
Pr. Timofei Diacov


Era uma manhâ linda, cerca de dez horas. Nós havíamos dado o recado que iríamos à sua casa para com ele conversar sobre o seu filho, que aceitara Jesus como seu Salvador. E a sua resposta tinha estas palavras: "Digam para aquele pastor que eu não quero em minha casa um pervertedor de menores". Mas nós fomos mesmo assim; e a sua esposa, dona Elzira Bonfante, nos pediu que entrássemos. Enquanto o esperávamos, chegou esse senhor, de nome Antonio Paulino de Araújo. Veio de cabeça baixa, sem nos encarar, e disse: "Bom dia". "Bom dia", respondemos nós. E assim a conversa foi se desenrolando. Ele nos declarou que era católico romano e que nunca havia perdido uma missa na sexta-feira da Semana chamada Santa.

No final da conversa, confessou-nos que estava desiludido com a sua igreja. Conhecemos o seu filho quando tinha 9 anos de idade; agora estava com 14. Convidamo-lo para vir ouvir a Palavra de Deus em nossa igreja, mas ele não apareceu. E agora, com 14 anos, vinha do trabalho, quando nós, já pela segunda vez, fomos levar o mesmo folheto que havíamos escrito, sob o título: PREVISÃO CIENTÍFICA DO FIM DO MUNDO. Ele parou, olhou para o folheto, e disse: "Há um ano que estou atrás deste folheto. Gostaria de conhecer esse japonês que o escreveu. Estou disposto a ir até ao Japão, para conversar com ele sobre esse assunto". Ao que respondemos, dizendo: "Olha para mim e vê se eu tenho cara de japonês..."

Ele quis saber quem éramos e se poderíamos permitir que viesse à nossa casa para fazer uma entrevista conosco, pois estava pretendendo entrevistar Dom Paulo Evaristo Arns, Manoel de Melo e Davi Miranda, e que nós seríamos o primeiro a ser entrevistado. Ele veio à nossa casa às 15 horas e deixou-nos às 20 horas. A minha esposa o convidou para que viesse nos visitar em nossa igreja. Aquela noite ele amanheceu lendo a bíblia. E em dois meses leu-a de capa a capa. Daí por diante vinha à nossa casa na hora do almoço e à noite, todos os dias, às 12 e às 23 horas, quando vinha do almoço do trabalho, e da escola.

E, no domingo à noite, foi à igreja e entregou-se a Jesus. Depois nos segredou: "Não vou mais entrevistar aos demais, pois já encontrei o que estava procurando". Era ele católico romano e freqüentava um centro de umbanda e espiritismo. Estava ele se preparando para cursar engenharia, mas nós lhe dissemos: "Você vai ser pastor". E assim aconteceu. Ele tinha sido coroinha da igreja que freqüentava. Quando completou os seus 16 anos veio nos visitar aqui em Lins. Aliás, doravante, vinha de quando em quando nos visitar. Convidamo-lo para pregar em nossa igreja. Alguns da igreja torceram o nariz, dizendo: "esse menino vai pregar? Acho que o pastor não sabe o que está fazendo". Mas, que surpresa agradável, pois foi uma mensagem e tanto! Daí a opinião mudou. Todos queriam se aconselhar com ele, pois não podiam imaginar que isso fosse assim.

Desde então não lhe faltavam convites para fazer palestras para a mocidade das igrejas. E até pastores iam a ele, pedindo-lhe que fosse às suas igrejas para pregar. Então nos dizia: "Pastor Timofei, eu fico constrangido, pois eu não sou nada, eu não tenho nenhum preparo!" E a nossa resposta era: "Agradeça a Deus esse dom que Ele lhe deu, meu filho. É um privilégio que você não procurou. Deus está usando você". E quando lhe davam oferta, sentia-se inibido de recebê-las. Tivemos o privilégio de tê-lo como o realizador da cerimônia do nosso segundo casamento! E o comentário geral era: "Pastor Timofei, eu nunca vi um casamento assim! Que coisa linda!" Um outro irmão de uma outra igreja disse: "Quando eu me casar, quero que ele realize a cerimônia religiosa do meu casamento".

Finalizando, quero dizer aos leitores que muita gente não acredita na virtude de um folheto. Pois foi exatamente um folheto que o despertou para o Evangelho de Jesus Cristo. Por que não utilizar este meio para, pelo menos, iniciar uma evangelização? Quero dizer que os pais, o irmão (Daniel Paulino de Araújo) e a secretária do lar (Emiliana Pereira Cruz), do Pastor Wagner Antonio de Araújo - esse é o seu nome -, converteram-se a Cristo. Já existem pastores como fruto deste trabalho, ou desta conversão. Quanto à indiferença de muitos a respeito de um assunto assim, fico muito triste. Quanto pode um simples folheto! Muitas igrejas não se dão a este tipo de trabalho. É bom pensar nisso. E quero dizer mais: Esse jovem pastor, hoje com 41 anos de idade, está usando a internet para colocar mensagens que lhe envio sistematicamente. Tenho recebido vários telefonemas de pessoas que lêem estes artigos. Graças a Deus por isso. Deus seja louvado! Amém!.

============

Pr. Timofei Diacov
Rua Aroeira, 135 - Jardim Pinheiro
16400-576 - Lins - SP
(0xx14) 3522-7032

(reprodução permitida, desde que citado o autor)


Amigos:

Solicitem ingresso na lista TIMOFEI, onde constantemente posto uma das mensagens desse querido pastor, que me ganhou para Jesus.

Para tanto, bastará endereçar um e-mail em branco para
timofei-subscribe@yahoogrupos.com.br
e o sistema solicitará a confirmação. Confirme, e seja bem-vindo!


Obrigado pela leitura.

Pr. Wagner Antonio de Araújo - compilador

2 comentários:

Deivinson disse...

Olá, pastor Timofei!
Também tenho um blog!
Tem um debate pesado lá sobre as recentes declarações do pastor Silas Malafaia e o pastor Caio Fábio sobre o escâdalo da Renascer.
[ ]s.
Blog: www.deivinson.zip.net

Pra. Neide disse...

Olá Pastor,através do Evangelismoonline estou aqui visitando o seu Blog. Gostei muito dos seus escritos. O senhor tem o dom de transmitir. Também tenho um Blog q está a serviço do meu DEUS, e desejo servi-LO cada vez mais. Isto é muito bom, não é mesmo? Um forte abraço e que Deus o abençoe muitíssimo!!!